Agradecemos aos leitores os comentários feitos ao último post! Aquele que abordou o tema da liturgia deu-nos a oportunidade de meditar, um pouco mais, a respeito do esplendor “litúrgico” do Nascimento em Belém, precisamente, porque Liturgia é serviço a Deus, por meio de culto sagrado.

Belém foi o cenário de uma belíssima celebração!

Qual era o coro que animava essa solene “liturgia” natalina? Um coro como nunca antes fora ouvido: o coro dos Anjos (Cf. Lc 2, 4-5)! Que “diácono” (do gr.: servidor) estava ali presente para atender o Homem-Deus em todas as suas necessidades? Um descendente de estirpe real, Patrono da Santa Igreja, um Santo extraordinário: São José! Quem era o público que acorria em atitude de adoração a esse sagrado culto? Humildes pastores e suntuosos reis, cujas ofertas enriqueceram o cerimonial – até incenso não faltou!

Mas, acima de tudo, qual era o precioso e imaculado altar, no qual se desenvolvera aquela sublime e miraculosa “Liturgia” da Encarnação, por meio da qual um Deus se tornava Sacerdote e Vítima, ao mesmo tempo, assumindo um corpo capaz de ser imolado e um coração desejoso de oferecer-se em sacrifício (Cf. Hb 10)? O claustro virginal de Maria Santíssima!

Embora em lugar modesto, a “liturgia” do Nascimento de Cristo foi a mais bela de todas as cerimônias, nunca depois superada por outra, ao longo destes dois mil anos de Cristianismo, pois a augusta presença do altamente santo Casal e a divina ação do Menino Jesus, eram suficientes para sublimar qualquer ambiente, por mais simples que fosse, à categoria dos mais distintos palácios, das mais abençoadas Catedrais, dos mais suntuosos cenários.

————–♦————–

Aproveitamos este post para publicar as fotos da interessante programação que houve no Thabor, conforme mencionamos em anterior publicação. Esse dia foi apresentado o teatro natalino para grande número de arautos, das mais diversas procedências, seguido de um apetitoso e acolhedor lanche.

Noutras capelas da paróquia de Nossa Senhora das Graças, também se fizeram presentes as mesmas cenas belas e comoventes da apresentação natalina. Vendo-as, esperamos se unam a esse momento que foi verdadeira oração!

 Clique no mosaico para abrir as imagens

Fotos: João Paulo Rodrigues